Deputado Zé Mário promove debate sobre criminalidade e segurança no campo



Encontro reuniu representantes das polícias militares de quatro estados brasileiros para compartilhar experiências no combate ao crime em áreas rurais



Nesta quinta-feira (12/09), o deputado federal Zé Mário (DEM-GO) promoveu audiência pública na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Capadr), da Câmara dos Deputados, para debater sobre ‘Segurança e Criminalidade no Campo’. Na ocasião, participaram da audiência o Tenente-Coronel Daniel Galvão, de Goiás, o Capitão Rafael Branquinho, do Distrito Federal, o Capitão Íncare Correia, do Paraná e o Tenente-Coronel Antonio Zinga, do Rio Grande do Sul, além do coordenador administrativo da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Carlos Frederico.

O deputado Zé Mário abriu os trabalhos explicando que “as propriedades rurais, por serem muito isoladas, têm sido alvo de ataques de bandidos e assassinos, que vão ali para subtrair o patrimônio dos produtores rurais e, muitas vezes, atentar contra a própria vida das pessoas”. Por essa razão, o deputado foi autor do Requerimento nº 101/2019, que convocou a audiência pública a fim de promover um espaço de compartilhamento de experiências das forças policiais de quatro estados brasileiros.

No estado de Goiás, segundo o Tenente-Coronel Daniel Galvão, o programa Patrulha Rural Georreferenciada tem apresentado grande queda nos índices de violência. Além de 50 viaturas, o programa conta com treinamento especializado para os agentes, cadastro dos funcionários e das propriedades rurais e monitoramento por satélite. Já no Distrito Federal, o programa Guardião Rural, que identifica os imóveis rurais com placas refletoras e numeradas, encabeça o enfrentamento aos crimes no campo.

De acordo com o Capitão Rafael Branquinho, “nas áreas rurais, a iluminação pública é precária, por isso a placa com adesivagem refletiva facilita a chegada dos policiais aos locais de ataque”.

O Tenente Antonio Zinga compartilhou a experiência da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, que tem o desafio particular de lidar com a tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Uruguai. “Nossos principais programas são o Avante Rural, com operações integradas de barreiras policiais, e o Café com Segurança, que é um espaço para ouvirmos as demandas dos moradores do campo”, afirmou.

Já no Paraná, a Patrulha Rural Comunitária foi lançada em 2009, e desde então trabalha para combater o crime com base na filosofia de polícia comunitária. Segundo o Capitão Íncare Correia, o programa faz uso de tecnologia e georreferenciamento, como em Goiás.

Ao final da audiência, o coordenador da CNA Carlos Frederico expôs os trabalhos da confederação para promover a segurança no campo, como a pesquisa Vitimização Rural, que teve o Distrito Federal como piloto, e o painel sobre Segurança Rural, que já está em sua segunda edição.

Outros deputados presentes, como o Dr. Zacharias Calil (DEM-GO) e a Deputada Aline Sleutjes (PSL-PR), elogiaram a iniciativa do deputado Zé Mário de promover a audiência pública, ressaltando a importância do tema.

No final da audiência, o deputado Zé Mário afirmou que “muitas vezes, há um desequilíbrio entre o crime e a pena. Existem bandidos que acham que o crime vale quando a condenação não passa de seis meses. Por isso, precisamos de uma ação conjunta das forças de segurança e do legislativo, para endurecer as penas e desencorajar os criminosos”.

Texto: Laura Chaer
Foto: Toninho Barbosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *