“Precisamos fazer a cafeicultura respirar”, afirma Evair de Melo em evento de início da colheita do café



Com a presença da Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o Espírito Santo deu início nesta sexta-feira (24), à temporada de colheita do café em evento realizado no município de Águia Branca, noroeste do estado. O 12º Marco de Início da Colheita do Café e 11º Noroeste Café Conilon foi realizado em Córrego Delta, na propriedade do Sr. Gilbert Aloquio Kubit.

Degustador de café, o vice-presidente das Frentes Parlamentares da Agropecuária e do Café em Brasília, o Deputado Federal Evair de Melo (PP-ES) desembarcou em Águia Branca ao lado de Tereza Cristina e do Governador Renato Casagrande. O parlamentar capixaba saudou a ministra, o governador,  a presença dos cafeicultores, as cooperativas, como a Cooabriel e o Sicoob, o Incaper, a Embrapa Café e o Centro de Comércio de Café e demais autoridades presentes.

Em seu discurso, Evair destacou a missão do Governo Federal, junto com o parlamento e o Ministério da Agricultura, para melhorar os preços mínimos do café. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) anunciou o valor do Conilon a R$ 210,13 e arábica a R$ 362,53 a saca, preços fixados para abril de 2019 a março de 2020. Segundo o parlamentar, estes números não cobrem os custos dos produtores nacionais.

“Estamos atuando muito na criação de mecanismos para que o Governo Federal possa fazer a sua parte. Temos condições de ampliarmos políticas públicas importantes, que favoreçam os produtores a cumprirem seus papéis e avançarem em safras de qualidade. Precisamos fazer a cafeicultura respirar”.

Tereza Cristina, que veio ao Espírito Santo a convite de Evair, reafirmou o compromisso de atuar para que soluções sejam construídas e que a remuneração dos cafeicultores brasileiros seja mais justa. “Estamos vendo alguns programas que possam diminuir essa perda que esses produtores tiveram para que eles possam continuar produzindo. O pior dos mundos é que eles saiam da atividade e percam suas propriedades. É isso que a gente está tentando fazer para dar um tempo para eles se reprogramarem, produzirem novamente e ir pagando da maneira que eles conseguirem”.

Atuação

Evair é autor de dois projetos de lei voltados à cafeicultura no Brasil. O PL 1712/15 barra as importações de café de países que não possuem leis ambientais e trabalhistas tão rígidas quanto às brasileiras. Já o PL 1713/15, aprovado na Câmara e em tramitação no Senado, institui a Política Nacional de Incentivo à Produção de Café de Qualidade, garantindo instrumentos essenciais para o aumento da qualidade dos grãos, como assistência técnica, extensão rural especializada, crédito rural e capacitação.

Com informações do Governo do Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *