Ruralistas querem saída do ministro da Justiça: “Dilma precisa tomar posição”, dispara Leitão



De Brasília – Vinícius Tavares

Foto: PSDB

Deputado quer a cabeça do ministro da justiça

Os membros da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) vão pedir ao Palácio do Planalto a saída do ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, a quem acusam de tomar partido em prol das questões indígenas em prejuízo dos produtores rurais que veem ameaçado o direito de propriedade.

Para o coordenador institucional da FPA, deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), esgotou-se a paciência dos produtores e da própria nação indígena. Ele classifica a postura do governo federal de omissa, desumana e até covarde por não tomar uma atitude diferenciada em relação ao que foi prometido e com o que vem acontecendo no meio rural, como mortes de índios e não índios.

“O fato é que o Congresso Nacional também tem sido omisso. E a primeira atitude é não ser mais enganado pelo ministro da Justiça que nos enganou em várias reuniões. Esse ministro deveria pedir o chapéu e ir para casa, pedir demissão ou nós pedirmos a sua cabeça, pois ele não está solucionando os problemas do Brasil, nem relação a índio, nem às drogas que entram nas fronteiras nem à segurança pública nem a nada. Então é necessário que tenha um ministro eu seja um pouco mais brasileiro e sentimento de brasilidade”, dispara o deputado.

Segundo ele, é necessário colocar em pautas as grandes demandas do setor, como a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 215), que transfere do Executivo para o Legislativo a decisão final sobre a homologação de terras indígenas, enterrada pela Câmara a pedido do governo.

“O governo se nega e radicaliza em relação a este assunto. Portanto é necessário que o outro setor também radicalize a ponto de trancar na pauta do congresso e fazer uma grande mobilização em Brasília”, sugere.

Segundo Leitão, o tema não pode mais ser tratado pelo ministro da Justiça. “É hora de discutir com a presidente Dilma. Ela tem que se posicionar publicamente em relação a este assunto. Ela não pode mais se esconder atrás do senhor Gilberto Carvalho, da Gleisi Hoffmann e do ministro José Eduardo Cardozo. Ela é a presidente do Brasil e precisa se posicionar”, desafia o parlamentar.

Fonte:  Olhar Direto http://bit.ly/1dgTZs0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *