Frente Parlamentar da Agropecuária participa do Agro Cenário 2020



Presidente da FPA faz balanço de atuação do setor no Congresso durante o Agro Cenário 2020



As tendências para o agronegócio para o próximo ano, panorama político, econômico e sustentável foram temas de debate do Agro Cenário 2020, realizado pela Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil) em parceria da Corteva Agriscience, nesta quarta-feira (4). O evento contou com a participação do presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Alceu Moreira (MDB-RS), além de outros parlamentares membros da FPA e entidades do setor produtivo.

Moreira participou do painel político sobre a retrospectiva 2019 e impactos do cenário político para 2020. “Com relação ao parlamento, já fizemos uma caminhada longa, mas ainda falta muito para caminhar. O parlamento tem que sair da fábrica de produção de lei e buscar a possibilidade da construção da lei com a participação qualificada dos setores envolvidos”, disse.

O líder da bancada destacou a conectividade no campo como um dos projetos prioritário da FPA que vai garantir a competitividade nacional. “A conectividade está tão presente na lavoura que ela tem peso igual a água, terra, semente, ou seja, sem ela é impossível ser competitivo. O parlamento construiu o projeto de conectividade que está pronto para votação. Precisamos também que chegue aos pequenos produtores porque é deles que vai sair a multiplicação e volume qualificado da diversificação da cesta de produtos para exportação e abastecimento do mercado interno”.

O parlamentar falou ainda sobre o alto custo das tecnologias e de peças de reposição. Segundo ele, o produtor rural não determina o preço dos produtos produzidos em função do atual cenário de crédito e do custo de produção. “O produtor tem que ter renda, não queremos mais o sócio oculto. Temos que trabalhar a saúde do crédito. Este será o lema da FPA no próximo ano”.

Presente ao seminário, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, voltou a destacar a necessária melhoraria da imagem do setor. “A imagem correta do nosso setor é tão desconhecida ainda que de maneira, às vezes, tão maldosa é colocada de forma pejorativa lá fora. Então, a comunicação é fundamental para que a gente leve a todos a potência que é o agronegócio. E, diferente do que falam por aí, nós temos uma agricultura que, além de puxar o PIB do Brasil de forma sustentável, gera emprego nos mais remotos lugares desse país”, disse.

Em seu discurso, o presidente da Aprosoja Brasil, Bartolomeu Braz, destacou o patamar sustentável que a produção alcançou. “Nós seremos protagonistas mundiais na produção de soja. Seremos os maiores produtores de soja do mundo, enfrentando todas as adversidades, dificuldades em infraestrutura, logística e burocracias. Mesmo assim, construímos isso em 4% do nosso território brasileiro. Nós protegemos o meio ambiente e ainda produzimos com eficiência”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *