Comitiva chinesa visita a Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados



“Somos dois países que nos completamos: o que há de avanços tecnológicos na China beneficia o Brasil e a nossa fartura de produtos enriquece o cardápio dos chineses”. A afirmação foi feita pela deputada Aline Sleutjes (PSL-PR), na manhã desta quinta-feira (30), na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR) da Câmara, que recebeu a visita oficial da delegação do Parlamento chinês.

Deputada Aline Sleutjes (PSL-PR)

Para Aline, a situação enfrentada pelo país asiático em relação à peste suína representa um grande momento comercial para o Brasil. “Temos condições de manter a quantidade de proteínas que a China precisa, exportando não só a carne suína, mas aves e carne bovina, auxiliando na alimentação dos chineses e melhorando as condições comerciais do nosso país”, disse.

Vice-presidente da Comissão de Agricultura Chinesa, Ma Zhongping

O vice-presidente da Comissão de Agricultura Chinesa, Ma Zhongping, que falou aos parlamentares brasileiros em nome da comitiva, explicou que a cooperação entre Brasil e China é excelente e irá servir de referência para outros países em desenvolvimento.  “China e Brasil são os maiores países emergentes do mundo, e os dois mantêm uma grande expectativa de crescimento econômico”.

De acordo com ele, para a política diplomática chinesa, as relações bilaterais com o Brasil são prioritárias. “A China importa do Brasil, anualmente, 60 milhões de toneladas de soja, o que representa 80% da importação total do nosso país. E o Brasil, em 2018, foi o maior parceiro comercial da China na América Latina, com um volume comercial que superou 30 bilhões de dólares”.

Deputado Fausto Pinato (PP-SP)

O presidente da CAPADR, deputado Fausto Pinato (PP-SP), afirmou que irá organizar uma visita a China no segundo semestre deste ano, levando governadores, deputados e senadores ao país asiático. “ Nosso respeito pela China é muito grande. Tanto que sancionamos, no ano passado, Projeto de Lei de minha autoria que comemora, em 15 de agosto, o Dia da Imigração Chinesa. Agora faz parte do nosso calendário nacional”.

Deputado Nelson Barbudo (PSL-MT)

O estado do Mato Grosso foi o destaque da fala do deputado Nelson Barbudo (PSL-MT), que convidou a delegação para conhecer essa região do país, com sua grandeza e potencial de produtividade. “Meu estado é um dos maiores produtores de carne, soja, milho e algodão do país”.

O parlamentar chamou a atenção da comitiva para as plantas frigoríficas do Mato Grosso que, segundo ele, têm condições de fornecer carne para os chineses. “Estamos muito felizes por poder ampliar o leque de fornecedores de carne para a China, não só do Mato Grosso como do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul”.

Deputado Domingos Sávio (PSDB-MG)

O deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) elogiou a cooperação entre os dois países e disse que voltou de sua viagem à China impressionado com a grandeza, o desenvolvimento e a organização daquele país.

“A China é um país pacífico, aberto a se relacionar com o mundo e valorizar o seu povo e o seu potencial. O Brasil, na minha opinião, deve procurar seguir um caminho semelhante, o de fortalecer o nacionalismo, mas aberto a se relacionar com o mundo. E nos relacionarmos com a Ásia, especialmente com a China, é fundamental para nós.

Sávio aproveitou a ocasião para contar aos chineses que Minas Gerais é o maior produtor de leite e de café do Brasil e está entre os maiores produtores de carne, frango, suínos, bovinos e cana-de-açúcar também. “Sem falar que somos a segunda maior população do Brasil, ou seja, temos um grande mercado consumidor”.

Além de vários parlamentares que compõem a CAPADR, participaram da reunião os seguintes membros da Comissão de Agricultura Chinesa: Chen Xiaohua, Huang Kai, Li Chenggui, Qiao Xiaoling e Zhan Jing´an.

A Frente Parlamentar da Agropecuária tem agenda marcada para o próximo mês com o Ministério de Relações Exteriores para tratar sobre a relação comercial Brasil e China, que já possui um canal aberto com o colegiado desde o ano passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *