Sérgio Souza volta a defender porte de arma ao produtor rural



Após a reunião da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), na terça-feira (07), o deputado federal Sérgio Souza (MDB-PR) voltou a defender o porte de arma a produtores rurais. O tema é uma reivindicação antiga dos moradores da zona rural brasileira e uma das promessas de campanha do presidente Jair Bolsonaro.

Sérgio Souza, que ocupa a presidência da FPA até a próxima semana, falou da necessidade de aprovação do PL 6717/2016, que libera o porte de arma de fogo para trabalhadores ou proprietários nos limites da propriedade rural. “Sou favorável não só na questão da posse, mas na utilização no limite da propriedade. Lá no campo você está limitado, às vezes, a centenas de metros e até mesmo centenas de quilômetros de um vizinho. Nem que você tenha o melhor telefone do mundo para chamar a polícia, ela não vai chegar a tempo”, analisou.

Para o parlamentar, ter o direito de proteger a sua propriedade vai limitar a criminalidade do campo. “Se você tem a possibilidade de portar uma arma, o bandido vai pensar duas vezes. Claro que as condições do uso devem ser analisadas pelo Poder Judiciário, pela polícia. Saber se o produtor usou a arma em legítima defesa ou se foi abuso será analisado por outras leis”.

O deputado Afonso Hamm (PP-RS), autor do projeto que trata sobre o porte rural de arma e também membro da FPA, ressaltou que durante a assinatura do decreto com novas regras sobre o uso de armas e munições, o presidente Jair Bolsonaro deu apoio a sua proposta. “O presidente reiterou que o projeto de porte rural de armas será prioridade no Congresso, trazendo, assim, segurança para quem vive, trabalha e produz no meio rural.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *