Membros da FPA pedem esclarecimentos sobre importação de leite



Após audiência pública sobre a cadeia produtiva do leite, realizada na Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, nessa terça-feira, parlamentares que integram a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) estiveram, hoje (16), em audiência com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, a fim de  buscar soluções para os problemas enfrentados pelo setor.

O deputado Marcos Montes (PSD-MG) adiantou que, além da Agricultura, vai envolver os ministérios das Relações Exteriores e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, além da Presidência da República, para tratar da importação de leite do Uruguai. “É preciso uma ação conjunta do governo não para proibir, mas para estabelecer critérios na importação de leite do Uruguai. Não há justificativa para a forma como o Uruguai coloca leite dentro do Brasil”, avaliou Marcos Montes.

Para Evair de Melo (PV-ES), é hora de buscar respostas para o problema. “O leite de origem duvidosa, que coloca em risco os nossos consumidores e compromete a qualidade de outros produtos derivados, também está trazendo sérios prejuízos aos nossos pecuaristas. Vamos debater os critérios obscuros que permitem a importação. Para proteger os consumidores e garantir renda dos produtores rurais, principalmente os pequenos e médios de todo o território nacional”, disse.

O deputado Luiz Cláudio (PR-RO) diz que a importação de leite tem prejudicado principalmente os pequenos e médios produtores. “Hoje, Rondônia tem o menor preço pago ao produtor de leite – R$ 0,85 por litro – e deixar entrar leite importado faz com que a situação fique ainda pior”, avaliou. O deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP) lembra que a importação de leite em plena entressafra é ainda mais prejudicial para os produtores brasileiros.

“Nem sabemos se aquele leite está realmente vindo do Uruguai ou se eles são o meio do caminho, simplesmente repassando para o Brasil, aproveitando as vantagens do Mercosul. Enquanto isso, a nossa cadeia produtiva, que emprega milhares de pessoas, enfrenta dificuldades”, afirmou Josué Bengtson (PTB-PA), que é crítico da importação de leite de países vizinhos.

No Rio Grande do Sul, destaca Afonso Hamm (PP-RS), existem mais de 100 mil produtores de leite. Para ele, a importação de leite chega a ser irresponsável pois compromete a produção nacional. Além disso, ele informou que é preciso averiguar uma possível triangulação envolvendo outros países que estariam enviando leite ao Brasil também via Uruguai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *