Presidente da FPA está preocupado com a greve de fiscais agropecuários



O deputado federal Marcos Montes (PSD-MG), presidente da Frente Parlamentar de Agropecuária (FPA), considerou precipitado o movimento grevista deflagrado pelos fiscais federais agropecuários. “Esse não é o momento para ações deste tipo. Em meio à crise que o Brasil atravessa, é preocupante essa paralisação das atividades de uma categoria fundamental para a sanidade e a qualidade dos alimentos consumidos interna e externamente.”

Marcos Montes defende a continuidade das negociações para, através do diálogo, buscar uma saída o mais breve possível a fim de evitar danos à saúde dos consumidores e à economia brasileira. “Como esses profissionais são responsáveis pelas emissões de certificações internacionais e nacionais de produtos de origem animal e vegetal, agora suspensas por tempo indeterminado, ficamos apreensivos diante dos incalculáveis prejuízos que certamente ocorrerão, o que pode levar à perda de mercados há muito tempo conquistados.”

Marcos Montes assegurou que a FPA está empenhada e torcendo para que prevaleça o bom senso e, se for o caso, contribuir para a construção de um acordo entre a categoria e o governo. “Nesta hora de dificuldades pelas quais passa o Brasil, precisamos entender que o agronegócio brasileiro é responsável por mais de 40% das nossas exportações e atende a mais de 200 mercados que não desejamos perder.” O presidente da FPA realça a importância desses dedicados profissionais para a qualidade dos alimentos e os avanços do setor agropecuário brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *