HOMERO PEREIRA, UM GRANDE LÍDER RURAL *Glauber Silveira



Estive visitando meu grande amigo e líder, Homero Pereira e fiquei feliz por ver a garra e a força com a qual ele vem enfrentando o câncer que o abateu e que tem deixado todos sensibilizados, preocupados e rezando pela sua recuperação. Homero como sempre forte, confiante e passando a todos a tranquilidade de que esta é mais uma batalha em sua vida, que enfrentará e vencerá.

Eu tenho uma admiração enorme por este homem que considero ser um dos maiores representantes do setor produtivo hoje no Brasil. Foi ele quem abriu as portas para que eu pudesse iniciar minha vida na liderança sindical. Homero sempre me deu os melhores conselhos e também os puxões de orelha, como um pai, um líder sempre a cuidar de mim.

Produtor Rural e técnico em agropecuária, Homero já participava da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso – Famato, desde 1989, sendo que, somente naquela entidade, foram mais de 15 anos de trabalho duro. Ele que já foi deputado estadual de1991 a1995, mas muito antes disso, ele já defendia o setor produtivo, mola mestra do estado de Mato Grosso. Foi também um dos principais articuladores e coordenadores do Caminhonaço, movimento de âmbito nacional e coordenador geral do Tratoraço – o Alerta do Campo.

Sérgio Caiado disse certa vez em um pronunciamento seu no Congresso Nacional: “Para o exercício pleno da democracia, não é suficiente que os chefes do Poder Executivo e parlamentares sejam eleitos pelo povo. É necessário, também, que eles procedam de acordo com os sentimentos, os desejos e a vontade desse povo”. E essa característica tem sido uma marca do meu amigo Homero Pereira, ele tem sido um dos legítimos representantes dessa democracia para o setor rural não só do Mato Grosso, mas de todo o Brasil.

Homero também deu várias provas de sua capacidade como liderança do setor rural do país. Além de ser um nome expressivo no seu estado, ele é aclamado como um grande líder em todos os estados produtivos deste país, pelas incansáveis lutas em busca de soluções aos problemas que afligem o setor produtivo em seus diversos segmentos.

E ele alcançou esse reconhecimento, de ser um líder nato, por ter conquistado sua autoridade junto as suas bases. É honesto, confiável, tem a qualidade de saber ouvir, se comprometer, articular e unir. Além disso, tem se mostrado incansável nos seus 25 anos de defesa da classe que representa. No Congresso Nacional, tem dado contribuições incontestáveis tanto para agricultores como para pecuaristas, sendo que lembro aqui da sua participação ativa nas negociações que levaram a aprovação do Novo Código Florestal, tratando com os deputados e com os senadores.

Quem conhece Homero Pereira sabe do que estou falando, deste homem incansável, sempre com uma resposta amiga e conciliadora, negociador nato, que em batalhas mortais do Congresso Nacional, se coloca a frente como um soldado e não como um general, apesar de ser um. Por tudo isto, foi por duas vezes um dos deputados federais mais votados de MT e foi eleito presidente desta que é a frente parlamentar mais organizada e exitosa do Congresso Nacional, a Frente Parlamentar da Agropecuária – FPA.

Sempre fiquei impressionado com o carinho com que Homero trata as pessoas e como conhece a todos os lideres pelo nome, seja qual for a cidade do interior que ele vá. Anos atrás me impressionei quando minha filha Nathália, na época com 15 anos e que cresceu rodeada pela política e políticos, que nunca havia se manifestado sobre o assunto, virou-se para mim e disse: “pai quando eu puder votar se o tio Homero for candidato eu voto nele”.

É de pessoas assim que necessitamos, precisamos de mais Homeros, pessoas que a nós mato-grossenses são um presente, ao qual defino usando o trecho de um discurso de Mahatma Gandhi: “Se eu pudesse deixar algum presente a você, daria, além do pão, o trabalho. Além do trabalho, a ação. E, quando tudo mais faltasse, um segredo: o de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *