“Desmatamento ilegal faz mal para o agronegócio e é crime”, afirma presidente da FPA

Em reunião com ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ficou definido que a Embrapa fará, num prazo de 30 dias, a diferenciação do desmatamento legal do ilegal

Foto: Arquivo

Em reunião com ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ficou definido que a Embrapa fará, num prazo de 30 dias, a diferenciação do desmatamento legal do ilegal