Protesto de indígenas interdita a BR-230 e prejudica escoamento da safra



Manifestantes reivindicam demarcação de terras na região da Transamazônica

Um grupo de aproximadamente 50 indígenas interdita desde o dia 26 de março a BR-230, no sudoeste do Pará, causando uma fila de 9,5 km de congestionamento. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), armados com arcos e lanças, os índios reivindicam a demarcação de terras e o aumento da verba para saúde e educação, que teria sofrido redução da Funai.

Além dos prejuízos causados no escoamento da safra devido ao trecho não pavimentado da BR-163, a interdição da rodovia na região da Transamazônica aumenta o tempo despendido para descarga de caminhões no porto de Meritituba.

Mesmo com as tentativas de negociações, os indígenas cobram a presença de representantes da Funai e informações do governo.

Segundo o deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), a reivindicação dos indígenas é legítima, no entanto, eles deveriam protestar contra quem lhes causa prejuízo e não contra o produtor, que é seu parceiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *