Sachetti critica atraso na criação de hidrovias



O deputado Adilton Sachetti (PSB-MT), integrante da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), critica a burocracia que se coloca no meio do caminho das soluções para o transporte da safra agrícola. Enquanto as más condições das estradas podem inviabilizar mais um recorde na colheita anunciado pela Conab e pelo IBGE, surge outro entrave aos projetos de decretos legislativos (PDCs) que permitem a criação de três hidrovias no país.

Requerimentos foram apresentados pela oposição para que as matérias sejam apreciadas na Comissão de Direitos Humanos, o que obrigaria a criação de comissões especiais. Ou seja, mais tempo seria necessário para a tramitação dos projetos.

Segundo Sachetti, o Brasil precisa investir no modal hidroviário e deixar de ser tão dependente das rodovias

“Faz dois anos que projetos tramitam. Passaram por todas as comissões, estão prontos para apreciação do Plenário e, nesta altura, se pede para as matérias voltarem para uma comissão especial”, critica Sachetti. Segundo o deputado, o Brasil precisa mudar o modal de transporte, hoje extremamente dependente das rodovias.

As hidrovias previstas nos projetos de Sachetti são as dos rios Tocantins (PA), Araguaia (GO) e das Mortes (MT)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *