Audiência no Ministério da Justiça debate conflito indígena em José Boiteux



Deputado Colatto quer segurança para os agricultores e cidadania para os índios

O conflito entre agricultores e indígenas no município de José Boiteux foi levado ao gabinete do ministro da Justiça, Alexandre Morais, na manhã desta quarta-feira (09/11). A audiência foi motivada pelos constantes casos de invasões em propriedades e, em especial, do sequestro de dois jovens por indígenas, ocorrido em outubro.

O deputado federal Valdir Colatto (PMDB-SC), integrante da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), que tem acompanhado e buscado intervir nos fatos ocorridos no município e na questão indígena, de modo geral, participou da audiência e ressaltou a necessidade de que seja garantida a segurança dos agricultores, frente ao descaso com que o tema é tratado. “O ministro enfatizou que é papel do Estado garantir essa segurança para a população”, informou Colatto, que acrescentou que os Secretários de Segurança estaduais serão alertados para essa responsabilidade.

De acordo com o vereador de José Boiteux, Gilson Lehmkuhl, mesmo após o sequestro, quando foram acionadas autoridades estaduais e federais, os indígenas seguem invadindo propriedades e gerando insegurança.

Durante a audiência, o deputado Colatto enfatizou que a solução da questão indígena no Brasil, depende da garantia da cidadania para os indígenas. “É preciso que o índio se desenvolva como cidadão, preservando a sua cultura, garantindo que tenha renda para se manter”, pontuou o parlamentar catarinense.

Participaram da audiência, além do deputado Colatto; o senador Dário Berger; a deputada estadual, Dirce Heidercheidt; os advogados Jeferson Rocha e Ubiratan Maia; além do prefeito Jonas Pudewell e do vereador Gilson Lehmkuhl, de José Boiteux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *