Em reunião com bancada ruralista, Temer reconhece a força do setor



O presidente Michel Temer afirmou hoje, em reunião-almoço na Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), que o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, foi “ungido ao primeiríssimo escalão” dos ministérios. A declaração é uma resposta a uma das reivindicações do setor ruralista que é a de ter reconhecida a sua importância no cenário econômico nacional. “Embora isso não seja necessário, pois o ministro Blairo tem posições históricas em favor da agricultura, em favor do agronegócio, é uma simbologia que eu faço questão de ressaltar”, destacou Temer.

A tradicional reunião da FPA contou com a presença de 60 deputados, cinco senadores e dezenas de dirigentes de entidades representativas do agronegócio. Também estiveram presentes os ministros da Agricultura, Blairo Maggi; de Ciência, Tecnologia e Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab; e do ministro chefe de Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima. Foi a primeira vez que um presidente da República participou de um almoço da entidade. Ao ressaltar a importância da FPA, Temer disse que ela não é apenas uma frente, pois “ocupa a frente, os lados e os fundos”.

Provocado, em rápida declaração à imprensa, Temer disse que o almoço estava formidável e que a agropecuária está à frente em seu governo.

Reivindicações – Em carta entregue ao presidente com as pautas estratégicas do agronegócio, a FPA avaliou que o governo em exercício tem capacidade para reorganizar a economia e fazer reformas estruturais, além de readquirir a confiança do setor privado e fazer o Brasil voltar a crescer.

Temer foi bastante receptivo aos pleitos da FPA, entre eles, os projetos relacionados à aquisição de terras por estrangeiros, à regularização fundiária, ao licenciamento ambiental e à assistência técnica rural.

O documento acrescenta, ainda, que, sob a liderança do presidente Temer, é possível “harmonizar os diversos segmentos nacionais em busca da consolidação de um novo País, fundamentado em um modelo de desenvolvimento socioeconômico e que privilegie a livre iniciativa, a segurança jurídica e a eficiência produtiva”.

O presidente da FPA, deputado Marcos Montes (PSD-MG), considerou a visita de Temer como histórica. ”Acredito que o nosso setor será visto de uma forma diferente do que era visto no passado. O presidente estando aqui hoje mostra claramente que ele vai discutir ponto a ponto o setor que tem segurado o Brasil e vem sofrendo revezes desnecessários.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *