No “Cardápio” da FPA, a reforma trabalhista



À mesa da reunião-almoço da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), o principal “prato” é a reforma trabalhista centrada no seguinte tripé: Terceirização, Programa de Proteção ao Emprego (PPE) e Flexibilização da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

Em pauta, a necessidade de adequação das leis trabalhistas ao cenário rural, já que o agronegócio tem peculiaridades em relação ao trabalhado urbano. Entendem os membros da FPA que a CLT precisa ser adequada às necessidades do trabalhador e do produtor rural também, afinal, a cadeia do agronegócio é responsável por cerca de 40% dos empregos gerados no país.

A formação da nova CPI da Funai/Incra também consta do “Cardápio” da bancada ruralista.

À cabeceira da mesa, o deputado Marcos Montes (PSD-MG), presidente da FPA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *