Polêmica portaria do Meio Ambiente entra no Cardápio da FPA



Pescar lambari e matar formiga é crime ambiental

O Cardápio de amanhã (03), que a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) oferece aos seus membros, a partir do meio dia, consta de “pratos” para todos os gostos: Instalação da Comissão Especial destinada a analisar a PEC 215/00, que trata sobre a demarcação de terras indígenas, a sanção da Lei dos Motoristas e o movimento paredista em seu 13º dia seguido, o PL 4330/04 que trata da Terceirização, e a Portaria 443/14 do Ministério do Meio Ambiente (MMA).

A Portaria 443/14 é o assunto mais picante dos temas. Explica-se: o MMA publicou uma lista com mais duas mil espécies da flora e da fauna ameaçadas de extinção. A pergunta que não quer calar: Qual foi o método usado para concluir tal pesquisa? Consta na lista espécies como o Pequi, o peixe Lambari, algumas espécies de formiga, entre outros bichos e plantas. A FPA quer conhecer os estudos técnicos que fundamentaram a portaria. Para tanto, dois mil requerimentos de Informações serão protocolados na Pasta.

Note bem: todo cuidado é pouco. Se alguém for pescar lambari e sentar num formigueiro pode estar cometendo um crime ambiental.

Será discutido ainda o movimento paredista dos caminhoneiros. Hoje, até às 17h, havia bloqueios em seis estados: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *