CPI da Funai e do Incra vota quebra de sigilo de três ONGs



A CPI da Funai e do Incra vota na próxima terça-feira (14), às 14h30, requerimentos de quebra de sigilos fiscal e bancário de três organizações não-governamentais que se apresentam como defensoras dos movimentos indígenas. Os pedidos se referem às contas do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), do Instituto Socioambiental (ISA) e da Associação Brasileira de Antropologia (ABA).

Os requerimentos, de autoria do presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), têm o objetivo de trazer à luz as movimentações financeiras destas ONGs em bancos públicos e privados.

Segundo depoimentos prestados na CPI, há fortes indícios de uma estratégia conjunta de uma rede de ONGs patrocinadas por fundações e governos estrangeiros mobilizando indígenas a invadir áreas privadas e, mediante atos de violência, pressionar a demarcação de áreas onde não há ocupação tradicional de indígenas, o que contraria a Constituição Federal de 1988.
Conforme Nilson Leitão, que é relator da CPI, “quem não deve, não teme e, por isso, estranhamos a resistência destas organizações em dar transparência às suas contas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *