Indígenas devem ter a oportunidade de produzir, defende presidente da Funai



Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Antônio Fernandes Toninho Costa, defende que as aldeias indígenas produzam e tenham renda própria. Segundo ele, o governo não tem mais condições de ser tutor, por isso o plano de ação da Funai é permitir aos indígenas trabalhar com sustentabilidade.

Para Toninho Costa, o momento da Funai assistencialista não cabe mais e chegou o momento de ensinar a pescar. Para isso, é preciso dar, nas áreas viáveis, condições de produção, de ecoturismo e pesca esportiva na Amazônia.

Tramita na Câmara dos Deputados a proposta de emenda à constituição número 187 de 2016 que permite às comunidades indígenas, de forma direta e respeitada a legislação, exercer atividades agropecuárias e florestais. A PEC também define que as aldeias sejam autônomas para praticar os atos necessários à administração de seus bens e venda da produção. A matéria é relatada na Comissão de Constituição e Justiça pelo deputado Alceu Moreira(PMDB-RS), integrante da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

Em seu voto favorável à PEC, Alceu Moreira lembra que durante as atividades da CPI da Funai e do Incra pode ver de perto o depoimento de vários indígenas afirmando de forma muito clara o desejo de produzir para que não continuem vivendo de esmolas e em condições indignas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *