Na FPA, Sarney Filho defende entendimento entre meio ambiente e produção



O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, afirmou hoje (31/05) em reunião-almoço da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) que, no seu trabalho na pasta, além das questões ambientais é preciso levar em conta as questões sociais. “É preciso avaliar o custo-benefício para a sociedade e chegar a uma solução negociada. O meio ambiente e a produção devem marchar juntos”, defendeu o ministro.

O presidente da FPA, deputado Marcos Montes (PSD-MG), saudou a posição de Sarney Filho. “Hoje vivemos um momento diferente. Um momento especial, de grande avanço nas nossas relações”, avaliou. Além de Sarney, participaram da reunião o Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, e a nova presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Suely Araújo.

Sarney Filho considerou o encontro positivo, mas lembrou que existem divergências. No entanto acredita que é preciso procurar as áreas de consenso. ”Esse caminho é fundamental para que o país possa avançar. O Brasil não pode mais ter como pretexto para frear o seu desenvolvimento as questões de licenciamento e a ambiental. Nós temos que tirar esses pretextos do caminho, pois eles prejudicam a própria noção de meio ambiente.”

Durante a reunião, parlamentares da FPA apresentaram diversas reivindicações ao ministro do Meio Ambiente. Sarney Filho se colocou à disposição para analisá-las e, na medida do possível, atendê-las. Ao final do encontro, o deputado Evair de Melo, do mesmo partido do ministro, o PV, disse que a reunião foi importante para que tanto a FPA quanto o Ministério do Meio Ambiente extrapolem os limites da ideologia e apostem na ciência.  “É um gesto de maturidade que o Brasil alcança nesse novo momento, nesse novo governo”, concluiu Evair de Melo.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *