Seguro Rural: Zé Silva teve ação decisiva em aprovação de emenda que beneficia produtor



Uma ação vitoriosa da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) contou com a participação decisiva do deputado Zé Silva (SD-MG). Foi dele a iniciativa de articular com a liderança do Solidariedade a inclusão do destaque para a votação da emenda à MP 682/15 que garante ao produtor rural a liberdade de escolha de seguradora e proíbe a obrigatoriedade do seguro rural como condição para o acesso ao crédito. A votação do Plenário foi unânime em favor da proposta. Além disso, a emenda incluiu representantes dos agricultores e das seguradoras no Comitê Gestor do Seguro Rural.

Segundo Zé Silva, “os produtores rurais padecem há décadas com a venda casada. Isso obriga os agricultores, no ato do financiamento, a contratarem também o seguro. Quero agradecer as lideranças de acatar, de proibir essa obrigatoriedade da venda do seguro,  e que os produtores rurais tenham uma representação no Conselho do Seguro, que é presidido pelo Ministério da Agricultura. Eu, inclusive, tive a oportunidade de representar o meu estado, Minas Gerais, no Conselho do Seguro Safra, do Garantia Safra, que já tem esse seguro, então é uma equidade de direito para os produtores rurais, aqueles que não são da agricultura familiar.

Zé Silva enfatizou que a agricultura brasileira tem sido há décadas a âncora que segura a balança comercial brasileira. “A agricultura é que garante os empregos, garante qualidade de vida, garante o alimento e a preservação do meio ambiente. Por isso, nós queremos aqui agradecer a todas as lideranças partidárias, porque eu tenho certeza que é uma das matérias mais fundamentais que nós estamos garantindo justiça à agricultura brasileira, justiça aos produtores rurais. E não vai reduzir em nenhum centavo o valor que será financiado da safra brasileira”, acrescentou.

O deputado agradeceu ao deputado Marcos Montes, presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária que, junto com todos os parlamentares da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar, da Agropecuária e da Extensão Rural se empenharam para garantir que esse o destaque pudesse ser acatado. “Agora, com esse acordo, tenho certeza que nós estaremos garantindo um avanço histórico para a agricultura brasileira.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *