Agronegócio representa maior parte da carga transportada no país



De acordo com Confederação Nacional dos Transportes, 75% da carga transportada no país pertence ao agronegócio

Levantamento feito pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) mostra que a maior parte das cargas transportadas no Brasil está relacionada ao agronegócio. Segundo a pesquisa, 39,7% é classificada como granel sólido, o que engloba cereais, fertilizantes, além de produtos britados ou em pó. A carga fracionada – mercadorias variadas de diferentes clientes – ocupa a segunda colocação com 35,3% do total transportado no País.

A sondagem sugere, ainda, que somente o treinamento de motoristas de caminhão pode proporcionar 12% ou mais de economia de óleo diesel. Os dados revelam que a idade média de veículos de empresas é de 8,7 anos e a dos caminhoneiros de 21,5 anos. A pesquisa é a primeira Sondagem CNT de Eficiência Energética no Transporte Rodoviário de Cargas e fez 292 entrevistas com proprietários, diretores, gerentes ou profissionais com conhecimento da rotina administrativa, operacional e ambiental de transportadoras de todo o Brasil.

As empresas eram de transporte com frotas maiores ou iguais a 50 veículos, sendo caminhões próprios ou agregados, com a participação de veículos de caminhoneiros autônomos. O estudo da CNT observou que 97,9% das empresas detêm mecanismo de monitoramento e controle de velocidade, 42,4% dos transportadores disseram percorrer 13 mil km por mês ou mais.

Do total de entrevistados, 82,5% afirmaram existir, em algum momento, operações sem carga em seus veículos, sendo que 16% afirmaram circular em 30% das distâncias percorridas com o veículo vazio. Para 19,2%, metade dos quilômetros percorridos mensalmente foi com caminhão desocupado.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *