Ferrugem asiática preocupa sojicultor no Sul do Brasil



0A informação foi divulgada nesta segunda-feira (6/4) pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) com base em dados do Consórcio Antiferrugem.

Até a quarta-feira, 1º de abril, 118 focos de ferrugem asiática haviam sido confirmados no Rio Grande do Sul na atual safra, ante apenas 75 em toda temporada passada, segundo dados do Consórcio Antiferrugem. Em Santa Catarina, eram 52 focos até o dia 1º, ante apenas um na temporada anterior. No Paraná, são 90 focos até o momento e, na safra passada, foram registrados 75.

“Os casos de ferrugem têm sido verificados principalmente no Rio Grande do Sul, terceiro maior produtor de soja do Brasil. No Centro-Oeste e Sudeste, a produtividade também deve ser menor, mas, nestes casos, devido ao clima desfavorável”, diz o Cepea.

Com base em relatos de produtores, a instituição informa que os fungos estão sendo controlados, mas ainda com certa dificuldade. Com o bom desenvolvimento das lavouras, eles afirmaram ter sido pegos de surpresa.

“Para amenizar o impacto, estes sojicultores pretendem colher o grão o mais rápido possível, já que praticamente metade da safra está madura e pronta para ser colhida”, diz a nota do Cepea.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *