Para senadora Ana Amélia “Está no campo a solução para os problemas econômicos enfrentados pelo país”



O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins da Silva Júnior, homenageou, em jantar na noite desta terça-feira (10/03), na sede da entidade, em Brasília, os novos presidentes das Comissões de Agricultura da Câmara e do Senado, e os integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), composta por mais de 300 parlamentares, além da ministra da Agricultura, Kátia Abreu. Em um ambiente descontraído, o presidente da CNA presenteou as lideranças políticas com uma caneta para que “pudessem escrever com mais determinação os projetos e propostas em defesa do produtor rural”.

A presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado, senadora Ana Amélia (PP-RS) agradeceu a homenagem e destacou estar no campo “a solução para os problemas econômicos hoje enfrentados pelo país”. Já a ministra Kátia Abreu lembrou que a atual crise financeira “não foi a primeira e nem será a última a ser enfrentada e superada”, manifestando convicção de que os problemas serão resolvidos e a economia brasileira voltará aos trilhos sob o comando e a eficiência do agronegócio.

Fortalecimento do agronegócio – O presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados, Irajá Abreu (PSD-TO), em breves palavras, lembrou seu compromisso de lutar no Congresso Nacional pelo fortalecimento da produção agrícola. O parlamentar aproveitou a oportunidade para anunciar a criação, no âmbito da Comissão, de sete grupos de trabalhos temáticos. O objetivo é dar mais rapidez e racionalidade às propostas de fortalecimento da produção agropecuária.

O presidente da FPA, deputado Marcos Montes (PSD-MG) disse que seu objetivo é discutir os “entraves que emperram e dificultam os avanços do agronegócio brasileiro, que não são poucos”. Ele deu como exemplo questões como a “infraestrutura do país, legislação sobre acesso aos recursos genéticos, definição do que seja realmente trabalho escravo, demarcação de terras indígenas, seguro rural e tantos outros que são importantes para o desenvolvimento da nossa agropecuária e de um Ministério da Agricultura fortalecido”.

Dezenas de deputados e senadores, dos mais diferentes partidos políticos, com representação no Congresso e integrantes da FPA,  participaram do evento. Estiveram presentes ainda lideranças de várias entidades empresariais ligadas ao agronegócio e diretores da CNA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *