Perondi critica Governo Federal e sai em defesa de caminhoneiros



Foto (Gustavo Lima/Acervo/Câmara dos Deputados)

A paralisação de caminhoneiros no Rio Grande do Sul foi o tema mais debatido nessa terça-feira (24), em Brasília. Em pronunciamento no plenário da Câmara o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS) responsabilizou o Governo Federal pela crise e saiu em defesa dos caminhoneiros.

Perondi, que declarou apoio total ao movimento, lamentou a atitude do Governo que, mesmo diante da queda de 50% no valor do barril do petróleo, aumentou o preço da gasolina e do óleo diesel na bomba. “O Governo Federal, incompetente, irresponsável, aumenta o óleo diesel, aumenta a gasolina, talvez para tapar o buraco da corrupção da Petrobrás. É incompreensível: todos os países abaixaram o preço do litro do óleo e da gasolina e o Brasil aumenta. Aumenta o custo dos caminhoneiros, aumenta o custo da comida, aumenta o custo de tudo”, desabafou.

A paralisação, que atinge 24 rodovias no Rio Grande do Sul, também foi objeto de debate da primeira reunião da bancada gaúcha em 2015. Segundo o Secretário de Agricultura, Ernani Polo, que participou do encontro, a situação é preocupante e já prejudica o setor agropecuário, principalmente o transporte de rações para suínos e a atividade leiteira. O ministro Chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Miguel Rosseto, mandou recado à bancada e afastou qualquer possibilidade de redução do preço do óleo diesel. Rosseto, no entanto, disse que o Governo está aberto a negociar a dívida dos caminhoneiros e a sanção, sem vetos, da nova Lei dos Caminhoneiros, recentemente aprovada pelo Congresso Nacional.

Por Assessoria de Imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *